Advisibrasil

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Nova presidente do STF cancela festas de sua posse e diz: 'meu negócio é trabalhar'

Ministra Cármen Lúcia comentou que não haverá mais recepção aos convidados na sua posse.

Na sessão da Segunda Turma, que aconteceu nesta terça-feira (06) no Supremo Tribunal Federal (#STF), os ministros fizeram uma homenagem a Cármen Lúcia e deram vários elogios aos trabalhos que a ministra tem julgado na Corte. Na próxima segunda-feira dia 12, ela tomará posse do comando do Supremo. Durante as homenagens, a nova presidente disse que o "Judiciário tem que ser um e não vários, como acontece hoje". Ela também ressaltou que não gosta muito de festas e tem grande prazer em trabalhar. Ela enfatizou que gosta de processos, por isso que ela escolheu essa profissão.

Cármen Lucia quebrará o protocolo do Supremo e já disse que não aceitará a tradicional festa de recepção para os convidados, no dia de sua posse. A festa sempre foi bancada pelos magistrados, como um agradecimento pelo trabalho dos ministros da Corte.

Cármen agradeceu os cumprimentos dos ministros e prometeu que trabalhará com todo vigor e com toda a responsabilidade e disse: "Juntos somos muito mais".

A ministra nasceu em Montes Claros, Minas Gerais e formou-se em direito pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais (PUC), 1977. Ela será a segunda mulher à assumir o cargo.

Declaração
Cármen Lúcia fez uma declaração especial para o ministro do STF Celso de Mello. Ela disse que tem um carinho muito grande por Mello e que se ele não gostasse dela, não teria problemas, pois ela tem amor para gostar pelos dois. O ministro Celso de Mello é o decano da Corte e foi o primeiro a falar palavras bonitas para a ministra, em tom de agradecimento.

Gilmar Mendes
O ministro Gilmar Mendes ressaltou que a chegada de Cármen na presidência da Corte é um grande presente que todos recebem. "É uma bênção ter a ministra no comando da Corte, ainda mais nesse momento de grande obscurantismo", disse Mendes.

De acordo com Mendes, Cármen exercerá um papel de grande importância no direcionamento do Judiciário.

A ministra entrará no lugar do atual presidente Ricardo Lewandowski, que passará a assumir a cadeira de Cármen na Segunda Turma. #CármenLúcia

Fonte: Blastingnews

Nenhum comentário:

Postar um comentário