Advisibrasil

domingo, 10 de julho de 2016

CLAÚDIO LAMACHIA DIZ QUE MOMENTO DO PAÍS É IMPORTANTE PARA SOCIEDADE COMPREENDER O PAPEL DA OAB (III)

A posição clara do CFOAB em relação ao novo ministério composto pelo governo interino também mereceu destaque do presidente Lamachia. “A primeira voz, a primeira entidade que se manifestou fomos nós. O Brasil, neste momento, quer um novo padrão ético e espera um novo ministério, não um ministério que venha com pessoas investigadas”, ponderou o presidente. Lamachia também deu ênfase para a conquista que representou a inclusão da advocacia no “Super Simples”, principalmente com a permanência da alíquota base de 4,5%, além da judicialização do fato da Receita Federal ainda não ter reconhecido a sociedade unipessoal. Ao lembrar que a OAB é alvo de muitas demandas por parte da sociedade, Lamachia salientou que é missão da instituição participar de debates públicos. “Quando é demandada e não se impõe a frente da sociedade, nós perdemos espaço. Nós somos muito mais que um conselho de classe. Enquanto instituição, nós temos compromissos inarredáveis com a defesa das prerrogativas da nossa profissional, com a fiscalização do exercício profissional, mas também temos compromissos institucionais na defesa do Estado Democrático de Direito, da democracia, das instituições, dos direitos humanos. Isso é um papel nosso. Está no ‘DNA’ da nossa instituição”.

Para o líder da advocacia brasileira, a adversidade provocada pela crise ética e moral sem precedentes que o Brasil vivencia oferece a oportunidade de colocar a instituição em um patamar cada vez mais diferenciado frente à sociedade. Declaradamente otimista, Lamachia relembrou aos presidentes que é necessário “ter a visão das dificuldades que nós vamos enfrentar daqui para frente com todo este quadro. Nós seremos muito demandados. Mas eu não tenho dúvida nenhuma que pelo compromisso, pela determinação, pelo talento de cada um dos nossos dirigentes de Ordem no Brasil, nós venceremos todos os desafios que virão pela frente. Nós temos a melhor de todas as armas, que é nossa união em torno da advocacia para enfrentar as dificuldades”, finalizou.

Fonte: OAB Subseção de Santarém

Nenhum comentário:

Postar um comentário