Advisibrasil

quinta-feira, 17 de dezembro de 2015

OAB e Diocese se manifestam sobre a violência na cidade em coletiva de Imprensa


Na coletiva de imprensa realizada hoje (17) às 11h00 no auditório da subseção, os componentes da mesa, presidente da Ordem Ubirajara Bentes e o Bispo da Diocese de Santarém Dom Flávio Giovenale discorreram sobre a onda de violência ocorrida na segunda-feira (14) na cidade.
O presidente começou falando sobre a carta aberta enviada ao Secretário de Segurança Pública do Pará, “a OAB como porta voz da sociedade emitiu uma nota a respeito das investigações, logo conversamos com a Diocese e esta também se solidarizou e emitiu uma nota para a sociedade santarena” destacou o presidente.
O Bispo diocesano lembrou do assassinato brutal da subtenente Silvia Margarida Campos de Sousa ocorrida naquela manhã, ressaltando que antes de ser uma subtenente, a mesma era mãe, esposa, filha, profissional e participante continua na igreja católica. O bispo também falou sobre as acusações contra a policia.
“Quando nós vimos a nota criteriosa e clara da OAB, decidimos nos solidarizar como a Ordem, nossa nota traz os fatos trágicos, mas também incentiva aproveitar esse período do natal, no mês da paz mundial para levantar a cabeça e acreditar que a sociedade vai melhorar” declarou o Bispo.
Na ocasião o presidente também se solidarizou com o assassinato da subtenente “entendemos a revolta de alguns militares com relação a morte de sua companheira, assim como nós, nos revoltamos também  quando matam advogados por pistolagem”
Ainda ressaltou que a ordem foi a primeira que se manifestou e solicitou providência do governo do estado em defesa dos policiais militares e da segurança pública, “pedimos que o secretário mande apurar sobre as mortes da ultima segunda, para que não fique dúvidas na cabeça da população sobre se houve, ou não ajuste de contas nesse dia, recebemos relatos de que havia blitz em todos os pontos da cidade, e esperamos que esse trabalho da policia seja efetivo”.

Confira abaixo a Carta do Bispo Diocesano:



Nenhum comentário:

Postar um comentário