Advisibrasil

sexta-feira, 31 de outubro de 2014

DIRA PAES DENUNCIA O TRABALHO INFANTIL

Campanha Cartão Vermelho ao Trabalho Infantil ganha Dira Paes como madrinha


Na ultima terça-feira (28), representantes da coordenação da campanha Cartão Vermelho ao Trabalho Infantil, realizada pelo TRT da 8a Região e parceiros, estiveram no Rio de Janeiro para realização do vídeo com a atriz paraense Dira Paes, que aderiu à campanha e passou a ser a nova madrinha do movimento que busca a extinção do trabalho infantil no Pará e Amapá.

Vestida com a camiseta da campanha e de posse do cartão vermelho, a atriz foi fotografada e gravou vídeos que serão encaminhados para todas as emissoras paraenses a fim de ampliar o alcance dos objetivos da campanha para a população em geral. Neles, Dira Paes destaca que o trabalho infantil é um problema de todos os que integram a sociedade, só podendo ser resolvido com o envolvimento de cada um.

"Quando aceitamos que crianças trabalhem, estamos concordando com esse assalto à infância de meninas e meninos que perdem a oportunidade de desenvolvimento pleno e com condições para que possam ser felizes e trabalhar dignamente, quando chegar o momento, por isso, quando recebi o convite dos coordenadores da campanha, por intermédio da Promotoria da infância e juventude de Parauapebas, aceitei de pronto e cá estamos", destacou Dira Paes, que faz parte, junto com outros atores, do Movimento Humanos Direitos, organização não governamental que busca dar visibilidade a questões sociais.

Integrante da Comissão de Combate ao Trabalho Infantil do TRT8, a juíza titular do Trabalho, Vanilza Malcher, falou da importância de uma adesão como essa. "Além de paraense, Dira é uma atriz que todos admiramos, seja pela qualidade dos trabalhos que realiza, como pelo compromisso que sempre manteve de apoio a causas sociais importantes. Tê-la conosco contribuindo para ampliar ainda mais o alcance de nosso movimento é um presente, e as crianças e jovens de nosso estado agradecem".

Para o promotor da infância e juventude de Parauapebas, Eduardo Falesi, um dos representantes do Ministério Público do Estado do Pará na campanha, ter a adesão de uma atriz como Dira Paes mostra como a mobilização vem ganhando corpo e ampliando seu alcance. "Quando entrei em contato com a Dira Paes para fazer o convite, o fiz em razão de toda a trajetória que ela tem, que mostra coerência e engajamento social. Tão logo soube do que estávamos fazendo, ela aceitou participar e abriu a agenda para estarmos aqui gravando o material que será enviado para todos os lugares. Para nós, que estamos a poucos dias de realizarmos uma audiência pública em Parauapebas sobre o tema, quando ocorrerá a adesão de mais de 20 entidades significativas para a cidade, levaremos um vídeo especial que foi gravado por ela para nossa região e será exibido para todos os presentes".

Vice-presidente do TRT da 1a Região, a desembargadora do Trabalho Graça Paranhos, presente na gravação, se mostrou muito satisfeita com o envolvimento da nova madrinha da campanha. "Estamos à frente da coordenação do programa Trabalho Seguro no TRT1 e este tema tem grande afinidade com o combate ao trabalho infantil, porque ainda encontramos crianças trabalhando e, nessas condições, é comum a ocorrência de acidentes, pela própria peculiaridade do desenvolvimento físico e mental. Demos apoio logístico à equipe do TRT8 e viemos acompanhar a gravação para que possamos levar toda essa mobilização para as demais frentes de atuação do nosso Regional, pois pretendemos elaborar material semelhante".

Os vídeos foram gravados no Rio de Janeiro, no Marina Barra Club, que gentilmente cedeu, sem custos, suas dependências. A atriz Dira Paes não cobrou cachê e gravou vídeos direcionados ao Pará e dois especiais para os municípios de Parauapebas e Abaetetuba, sua cidade de nascimento.





Fonte: Jornal “O Liberal”, Caderno Atualidades, Cidades, edição de 30.10.2014, Belém-PA, p. 7.

Nenhum comentário:

Postar um comentário