Advisibrasil

quinta-feira, 11 de junho de 2015

Governo percebeu que corte no FIES seria erro, diz OAB

Brasília - O presidente da OAB Nacional, Marcus Vinícius Furtado Coêlho, disse nesta terça-feira (9) que o governo percebeu o erro que cometeria caso mantivesse os cortes no FIES (Fundo de Financiamento Estudantil).

De acordo com ele, a ampliação de recursos, conforme solicitado pela OAB no mês passado, ainda não é a ideal, mas pelo menos possibilitará que um número maior de estudantes sejam atendidos e possam obter diplomas universitários.

“Quando foi feito o anúncio do fechamento do sistema e da falta de recursos, a Ordem se manifestou dizendo que não se deve fazer ajuste fiscal na educação, que isso seria um erro. Enviamos um ofício à presidente Dilma Rousseff pedindo que isso fosse reconsiderado, algo que felizmente aconteceu”, comentou Coêlho.

Leia mais:
O presidente ainda destacou que a OAB estará atenta aos desdobramentos da reabertura das inscrições, uma vez que nem o número de novas bolsas e nem os detalhes dos critérios que serão adotados foram divulgados.

“A OAB entende que a educação é um investimento prioritário para o país que um dia ouviu a promessa de se transformar numa pátria educadora”, apontou.

Fonte: OAB - Conselho Federal 

Nenhum comentário:

Postar um comentário