Advisibrasil

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

Seminário marca a Semana de Valorização do Jovem Advogado na OAB-DF

 Seminário atrai grande número de advogados
(Foto: Valter Zica - OAB-DF) 
Brasília – A Semana de Valorização do Jovem Advogado teve início em todas as seccionais da Ordem no último dia 9 de fevereiro, e as programações se estendem até a próxima sexta-feira (13). Na capital federal, a OAB-DF promove o seminário “Vencendo na advocacia – Os Desafios no Início da Profissão”, iniciativa que conta com o apoio da Comissão de Apoio ao Advogado Iniciante e da Caixa de Assistência dos Advogados do Distrito Federal (CAA-DF).

Na última segunda-feira (9), durante a abertura do evento em Brasília, foi divulgado o Plano Nacional de Apoio ao Jovem Advogado, fruto das deliberações do Colégio de Presidentes com participação das comissões jovens. Compuseram a mesa de abertura o vice-presidente da seccional, Severino Cajazeiras; a secretária-geral Daniela Teixeira; o presidente do Tribunal de Ética e Disciplina (TED), Erik Bezerra; conselheiros seccionais e presidentes de comissões.

Leia mais:
O presidente da OAB-DF, Ibaneis Rocha, ressaltou a importância da orientação ao advogado iniciante. “Recebemos em nossa seccional cerca de 400 novos advogados todos os meses. A maioria tem as mesmas aflições relativas ao início da carreira. Nosso papel é dar todo o apoio necessário e suporte. Sabemos das dificuldades encontradas e por esse motivo oferecemos o auxílio do Escritório Modelo, da Comissão do Jovem Advogado”, apontou.

DICAS DE ATUAÇÃO

O segundo dia do seminário teve palestras de renomados advogados das áreas tributária, criminal, trabalhista e previdenciária. Mais de 300 jovens advogados compareceram ao auditório da OAB-DF em busca de dicas de atuação e oportunidades na carreira.

Os conselheiros Ewan Teles e Erik Bezerra, que presideTED, expuseram aos advogados um pouco da área trabalhista. Alexandre Queiroz, conselheiro seccional, presidente da Comissão de Ciências Criminais da OAB-DF e membro da Coordenação Nacional de Acompanhamento do Sistema Carcerário, abordou a questão da advocacia criminal na companhia da conselheira Cristina Turbino. Já o direito previdenciário foi explanado porThais Riedel, conselheira e presidente da Comissão de Seguridade Social da OAB-DF. Por fim, o conselheiro Alceste Vilela tratou do direito trabalhista.

Severino Cajazeiras, vice-presidente da OAB-DF, lembrou a necessidade de começar uma profissão com respaldo da respectiva entidade de classe. “Nos cinco primeiros anos oferecemos a redução da anuidade, pois sabemos que é um período mais complicado. Depois oferecemos especialização por meio Escola Superior de Advocacia. Essa geração é aquela que vai substituir a atual. Já com nova visão, outra realidade e que precisa do nosso respaldo”.

O secretário-geral adjunto da seccional, Juliano Costa Couto, entende que a OAB-DF cumpriu seu papel ao encorajar os jovens advogados a escolherem como opção profissional a carreira privada da advocacia.


Fonte: OAB - Conselho Federal

Nenhum comentário:

Postar um comentário