Advisibrasil

segunda-feira, 21 de setembro de 2015

Comissões de Direitos da Pessoa com Deficiência se reúnem em Teresina



Teresina (PI) – Os presidentes das comissões seccionais de Direitos da Pessoa com Deficiência se reuniram na tarde desta quinta-feira (17) na capital piauiense. O evento serviu para ajustar os últimos detalhes sobre a pauta do I Fórum Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que acontece hoje e amanhã na sede da Seccional do Piauí.

Tênio do Prado, que preside a comissão nacional da OAB sobre o tema, protestou contra a falta de respeito e fiscalização que, segundo ele, é recorrente no Brasil. “Os debates têm acontecido no sentido de perseguir a efetividade aos direitos da pessoa com deficiência. A legislação existe, o que falta é cumpri-la. O exemplo mais cotidiano é o das vagas de estacionamento reservadas a quem tem alguma deficiência. A pessoa caminhante, que não possui limitações físicas, estaciona ali e acha que não infringiu a lei, que não atrapalhou a vida de ninguém. Mal sabe o dano que nos causa”, apontou.

O vice-presidente da Comissão Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Joaquim Santana Neto, falou sobre a LBI (Lei Brasileira da Inclusão). “Para nós e para toda a sociedade brasileira é um grande avanço a sanção presidencial da Lei, ocorrida no início de julho. Entretanto, queremos o seguimento desta legislação com rigor, queremos sua aplicação incondicional. As pessoas com deficiência somente querem o respeito aos seus direitos conferidos por lei”, disse Santana.

Além da LBI, foram debatidas diretrizes para a criação das centrais de Libras (Língua Brasileira de Sinais) nas Seccionais da OAB e no Conselho Federal; a criação de delegacias e promotorias estaduais da Pessoa com Deficiência onde não houver; a isenção da anuidade da OAB a advogados com deficiência; entre outros temas. (DG)

Fonte: OAB - Conselho Federal

Nenhum comentário:

Postar um comentário