Advisibrasil

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Comissão da Verdade sobre Escravidão Negra no Brasil define estratégia de trabalho para investigar casos ocorridos no Pará

A segunda reunião da comissão aconteceu hoje (13) à tarde. Na oportunidade, foi definida a metodologia de trabalho que será usada na elaboração de relatório parcial, previsto para ser entregue no dia 20 de outubro deste ano à Comissão Nacional da Verdade sobre Escravidão Negra no Brasil.

A Comissão da Verdade sobre Escravidão Negra foi instalada no Pará no último dia (27) de abril, na VI Conferência Internacional de Direitos Humanos, durante o painel que debateu e analisou as políticas de igualdade racial. O advogado Jorge Farias, que também é presidente da Comissão de Defesa da Igualdade Racial e Etnia da OAB/PA, integra a comissão nacional.

Segundo Jorge Farias, os trabalhos para criar o relatório envolvem várias etapas. Para isso, dois grupos de trabalho específicos foram criados. “Foram criados dois grupos de trabalho. O primeiro, vai se ocupar do levantamento dos escritos e registros que ofereçam prova da prática da escravidão. Já o segundo “GT”, vai se ocupar da pesquisa em sítios arqueológicos, artefatos e matérias usados como objeto de tortura contra negros escravos no período da escravidão. Após esse levantamento, será feito uma análise e a elaboração de dois relatórios. O primeiro será entregue para a Comissão Nacional em outubro deste ano. E o relatório final em outubro do ano que vem. ”, explicou o presidente da comissão.

Fonte: OAB - PARÁ

Nenhum comentário:

Postar um comentário