Advisibrasil

segunda-feira, 4 de maio de 2015

Personalidades são homenageadas com Prêmio de Direitos Humanos

Belém (PA) – O presidente da OAB Nacional, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, concedeu ao longo das atividades desta quarta-feira (29) o Prêmio de Direitos Humanos da OAB para personalidades que se destacam pela atuação em defesa dos direitos humanos e da democracia.

Foram homenageados: o jurista, Celso Antônio Bandeira de Mello; o advogado e coordenador da Comissão Nacional da Verdade, Pedro Dallari e a ex-presidente do Superior Tribunal Militar (STM), Maria Elisabeth Teixeira Rocha, o presidente da Comissão Nacional de Direitos Humanos do OAB, Wadih Damous, o jurista Dalmo Dallari e a presidente da Comissão de Sistema Penal da OAB-PA e integrante da Coordenação Nacional de Acompanhamento do Sistema Carcerário da OAB Nacional, Ivanilda Pontes e o pai do presidente da OAB-RJ, Felipe Santa Cruz, que tem o mesmo nome.

O Prêmio também foi concedido ao presidente do STF, ministro Ricardo Lewandowski e ao membro da Comissão Interamericana de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi na abertura do evento na última segunda (27).

HOMENAGENS

“A perda do pai de Felipe Santa Cruz representa muito para nossa democracia. Na OAB, este grande advogado luta arduamente pelos direitos humanos, mantendo acesa a memória de seu pai, por isso é merecedor do Prêmio OAB. Na mesma ordem de ideia, continuando no Estado do Rio de Janeiro, temos este grande líder da advocacia, Wadih Dmous, que será uma grande voz contra a avalanche conservadora em seu mandato como deputado federal. É também um grande merecedor do Prêmio de Direitos Humanos”, afirmou o presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho.

“Estou honrada com essa homenagem, ainda mais porque é concedida pela entidade que é um paradigma na luta por direitos. Parabenizo a Ordem dos Advogados do Brasil pela realização dessa Conferência”, disse a ex-presidente do STM, que também recordou a parceria da OAB, do Instituto dos Advogados do Brasil para a realização do Projeto Vozes da Defesa, que permite o acesso aos áudios de defesa dos julgamentos dos períodos da censura militar, para posterior divulgação.

“Dalmo é um estimado e importante intelectual. Ele tem uma longa e profunda trajetória de luta pela democracia e em defesa dos direitos humanos. Ele representa a síntese da luta dos brasileiros pelo cumprimento das promessas constitucionais. Ele atua não apenas na academia, mas na militância social”, destacou Marcus Vinicius ao entregar o prêmio ao jurista durante o fórum de acesso à justiça na manhã desta quarta (29).

Outra personalidade homenageada foi advogada paraense, Ivanilda, pelos serviços prestados em favor dos direitos humanos dos presidiários. “Gostaria de homenagear essa advogada que tem longa trajetória dedicada em defesa dos direitos humanos, especialmente no sistema carcerário. Ela é membro da Coordenação nacional sobre o tema, que foi criada nesta gestão. Ela representa os advogados que atuam com o tema carcerário”, disse.


Fonte: OAB - Conselho Federal

Nenhum comentário:

Postar um comentário