Advisibrasil

terça-feira, 12 de maio de 2015

G1 - Diretor é afastado depois da fuga de 44 presos por túnel de presídio no Pará

Presídio de Marituba teve duas fugas em 24 horas.
Só este ano, 208 presos escaparam de penitenciárias do estado.

O diretor de um dos maiores presídios do Pará foi afastado do cargo depois que presos escaparam por um túnel, na madrugada deste sábado (9). Menos de 24 horas antes, o mesmo túnel já tinha sido usado por outros detentos.

As fugas ocorreram no presidio estadual de Marituba, na região metropolitana de Belém. No início da madrugada, 11 presos serraram as grades que separam dois blocos e escaparam por um túnel, aberto em uma das celas.

Na sexta-feira (8), 33 detentos já tinham fugido pelo mesmo túnel. Até agora, apenas oito foram recapturados.

A Superintendência do Sistema Penal do Pará afastou o diretor do presídio de Marituba e está investigando o que pode ter facilitado as fugas. Só este ano, 208 presos escaparam de penitenciárias do estado.

Na semana passada, seis presos renderam os agentes penitenciários e saíram armados pela porta da frente do presidio de Santa Isabel, na região metropolitana de Belém. Há dois meses, outros 20 detentos já tinham escapado pela mesma entrada.

Também em março, um grupo de homens armados invadiu um presídio em Ananindeua e resgatou três detentas.

Os 41 presídios do Pará têm capacidade para 8,1 mil presos, mas hoje recebem 12,6 mil.
“Precisamos mudar esse quadro, melhorar, fazer algo que venha diminuir esse número grande e preocupante de presos foragidos”, diz Ivanilda Pontes, da OAB-PA. 

A Superintendência do Sistema Penitenciário do Pará informou que abriu uma investigação para apurar falhas na segurança dos presídios.

Fonte: OAb - Pará

Nenhum comentário:

Postar um comentário