Advisibrasil

terça-feira, 5 de maio de 2015

Obra de criminalista desperta curiosidade

O advogado Osvaldo Serrão, recentemente agraciado com o título de Honra ao Mérito pelo prestigiado Instituto Brasileiro do Direito de Defesa, em São Paulo, vai lançar um livro com suas recordações dos 40 anos de advocacia criminal que completará em 30 de junho.

E já desperta curiosidade no meio jurídico, onde se acredita em revelações, digamos, indiscretas. 

O autor faz mistério. Desistiu de disputar a presidência da OAB-PA e está apoiando a chapa de situação, liderada por Alberto Campos. E acaba de atuar, como assistente da promotora de justiça Rosana Cordovil, no rumoroso processo pelo assassinato do ex-deputado e médico José Nassar Neto, que tramitou por quase duas décadas e teve julgamento pelo Tribunal do Júri, com a condenação de Márcia Nassar, acusada de mandante da morte do seu ex- marido. 

Na bancada de defesa, enfrentou os advogados Clodomir Araújo, Clodomir Araújo Jr. e Jânio Nascimento. 

Serrão, como presidente da Academia Paraense de Júri, celebrou convênio com a Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas, Academia Brasileira de Direito Criminal - das quais é fundador - e Instituto Brasileiro do Direito de Defesa. 

E de agora em diante os cursos e julgamentos simulados de júri realizados pela APJ serão em estúdio fechado, transmitidos ao vivo, via internet, para todos os associados dessas entidades, além do que o participante on-line, durante a exposição, poderá, inclusive, encaminhar suas dúvidas e questionamentos ao palestrante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário