Advisibrasil

quarta-feira, 8 de abril de 2015

Prêmio Innovare: inscrições estão abertas até o dia 14 de maio


Brasília – A 12ª edição do Prêmio Innovare está com inscrições abertas até o dia 14 de maio. A OAB é uma das organizadoras do prêmio que este ano tem como tema: “Redução das ações judiciais do estado: menos processo e mais agilidade”. As inscrições podem ser feitas no site do Instituto Innovare.

O presidente da OAB Nacional, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, destaca que o prêmio é importante por valorizar e disseminar ideais ao Judiciário. “Advogados públicos ou privados podem concorrer com boas práticas na categoria Advocacia. O Prêmio ajuda a identificar e disseminar práticas bem sucedidas”, explica.

Além da categoria Advocacia, existem as: Tribunal; Juiz; Ministério Público (MP); Defensoria Pública; Prêmio Especial e Justiça e cidadania. Podem participar magistrados, membros do MP estadual e federal, defensores públicos e profissionais de qualquer área do conhecimento, que estejam aumentando a qualidade da prestação jurisdicional e contribuindo com a modernização da Justiça Brasileira.

Os profissionais de qualquer área também podem disputar ao Prêmio Especial, que está relacionado ao tema desta edição. Existe ainda a categoria Justiça e Cidadania, na qual podem inscrever-se cidadão ou grupo de pessoas que têm exemplos de boas práticas ligadas a qualquer tema que contribua para o aperfeiçoamento da Justiça.

O Prêmio Innovare é uma realização do Instituto Innovare, da Secretaria de Reforma do Judiciário do Ministério da Justiça, da Associação de Magistrados Brasileiros, da Associação Nacional dos Membros do Ministério Público (Conamp), da Associação Nacional dos Defensores Públicos (Anadep), da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Associação Nacional dos Procuradores da República e da Associação Nacional dos magistrados da Justiça do Trabalho (Anamatra), com o apoio do Grupo Globo.

Saiba mais e faça aqui a sua inscrição.

Fonte: OAB-Conselho Federal

Nenhum comentário:

Postar um comentário